O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Continuo a espera de Godot...

Continuo a espera de Godot...
Saudações dionísicas.

Saudações leitoras.

Saudações leitoras.

Seguidores

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Mais um mimo da Glorinha

Caros confrades/passageiros!
E sempre um deleite inefável receber os mimos da minha querida amiga Gloria Policano, ou melhor dizendo gloriosa Glorinha, que deixam este reles escrevinhador outonal e insulso professorzinho primário/coordenador pedagógico aposentado propenso a acreditar que realmente está nas luzes da ribalta!
Desta fez ela também colocou a minha amada imortal, a inigualável atriz Gene Tierney (1920-1991) como parceira de cena!!!
LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!


quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Um novo dia!

Caros confrades/passageiros!
Como é auspicioso ver o nascer de um novo dia!
Desejo a todos um ótimo dia, repleto de fatos que nos permitam
viver intensamente, sempre sob a ėgide da ėtica, lisura, transparência e solidariedade!
Caloroso abraços! Saudações vigorosas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

"Bolachões"

Caros confrades/passageiros!
Não consigo me desfazer dos meus LPs, que estavam na minha casa do Guarujá!
Quando começo vê-los tenho enternecedoras reminiscências de um tempo que, nunca, jamais, em tempo algum, voltará!
Preciso ir ao FNAC da Avenida Paulista, porque soube que lá está disponível uma vitrola, com recursos da tecnologia cibernética da contemporaneidade, porque ao tocar um dos meus queridos "bolachões" concomitantemente pode ser gravado num pendrive!
Caloroso abraço! Saudações musicais!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento
LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Nascer do Sol na Praia das Pitanguieras














Caros confrades/passageiros!
Meu dileto amigo Roberto Nunes Vieira, resolveu acordar quando ainda estávamos sob a égide das sombras da noite, no dia 24 do mês em curso e foi pedalar na Praia das Pitangueiras, localizada no município paulista de Guarujá onde teve a prerrogativa de apreciar um belíssimo nascer do Sol, conforme atestam as fotografias que lhes apresento!
Caloroso abraço! Saudações nascentes!
Até breve...
Um ser vivente em busca do conhecimento

domingo, 26 de janeiro de 2014

sábado, 25 de janeiro de 2014

Natalício da minha amada cidade de São Paulo



Caros confrades/passageiros!
O dia em curso é muito especial para os paulistanos e paulistas, porque comemoramos o 460º  natalício da nossa amada cidade de São Paulo, que na década de 50 e 60 do século passado tinha como slogan: "A cidade que mais cresce no mundo"!
Tenho grande apreço pelo imponente Palacete Riachuelo, que foi eternizado nestas fotografias da lavra do sempre pertinaz e arguto confrade/memorialista Eli K Hayasaka!
Sempre divago sobremaneira sobre o modo de vida de gerações de paulistanos que residiram nesta suntuosa edificação, que começou a ser construído na década de 20 do século passado!  
Também por conta desta auspiciosa data tenho a grata de trazer à baila reminiscências familiares do final da década de 50 e primeira metade da década de 60, quando eu era um petiz sonhador e  ficava aterrado com a possibilidade de soltar a mão da minha saudosa mãe (1923-2008), quando íamos visitar o meu também saudoso tio avô materno Ecelêncio Monteiro (1911-1990), que residia na rua Manoel Dutra nº 111, lá no bairro paulistano da Bela Vista, mais conhecido como bairro do Bixiga. Naquele tempo, quando amarrávamos cachorro com linguiça, ainda não existia a Radial Leste, que depois de construída mudou radicalmente a paisagem urbana paulistana.
Tínhamos duas opções para visitar o meu tio avô Ecelêncio, de ônibus ou trem de subúrbio. Quando a opção era o ônibus embarcávamos num coletivo da Viação Viripisa, lá no Ipiraguinha, em frente de uma fábrica de tecelagem Silva, Seabra & Cia, mais conhecida como Tecelagem Ipiranguinha e desembarcávamos no ponto final, que ficava no Parque Dom Pedro ou então - quando a opção era o trem de subúrbio - embarcávamos na estação da minha cidade de nascença - Santo André - que na contemporaneidade teve o nome alterado para Estação Prefeito Celso Daniel. As duas opções deixava-me concomitantemente fascinado/aterrado, porque para um petiz que residia na então pacata Vila Assunção, mais precisamente na Rua Javaés nº 182, era um grande acontecimento visitar o dileto tio da minha saudosa mãe e se deparar com a nossa já pujante capital onde a multidão tomava conta dos logradouros públicos. Quando íamos de trem de subúrbio desembarcávamos na Estação da Luz e minha mãe fazia uma parada obrigatória da Igreja da Santa Ifigênia para desfiar o Santo Rosário e ai de mim se desse um pio quando ela estava absorta na tediosa litania, porque o resultado era um beliscão daqueles... Também minha mãe ficava exasperada, porque eu queria porque queria embarcar num daqueles imponentes bondes, mas nunca fui atendido. Falando nos bondes uma das minhas frustrações é nunca ter embarcado num bonde paulistano.Também não me esqueço como ficava aturdido com o alarido do já intenso tráfego paulistano!
Quando chegávamos na casa do Tio Ecelêncio éramos recebidos de braços abertos por ele e sua esposa, a tia avó Gracia di Mauro Monteiro (1914-1969) e a filha única do casal, a ranzinza Rosa Monteiro (1940-1995) sempre dando aulas de piano. Falando na Rosa Monteiro ela era uma "chata de galocha". Um dia, também no meu tempo de petiz, tive a infeliz ideia de perguntar a idade dela... Até hoje não esqueço como ela ficou exasperadíssima e proferiu em alto e bom som que era um insulto fazer esta pergunta para uma donzela. Seus despojos mortais estão depositados no sepulcrário São Paulo, no jazigo da família da mãe dela. Se não fosse minha iniciativa - a ranzinza - não teria fotografia e nem placa de identificação.
Caloroso abraço! Saudações paulistanas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Mudança de hábitos alimentares

Caros confrades/passageiros!
No final do mês de julho do ano passado tomei a salutar decisão de mudar radicalmente meus hábitos alimentares, porque estava pesando 90 quilos.
No início da mudança radical de hábitos alimentares ainda não tinha consultado um nutricionista, o que fiz depois de 2 meses, quando a simpática e atenciosa nutricionista Adriana fez alguns ajustes e orientações, no que tange a uma alimentação balanceada, bem como informou que o peso ideal para minha faixa etária e altura - que é 60 anos e 1,60 m - é de 69 quilos.
Para minha grande satisfação - no dia em curso - atingi o peso ideal!
O mais gratificante é a sensação de bem estar por ter nocauteado a nefasta gula que, segundo os preceitos da religião Católica Apostólica Romana, é um Pecado Capital!
Não fiquei abatido e nem pelancoso!
No mês passado fiz vários tipos de exames de sangue, que constataram que meu colesterol baixou e atingiu a normalidade! Também não tenho mais diabetes!
Apesar de ter atingido o peso ideal continuarei me alimentando da forma como venho fazendo desde o final do mês de julho do ano passado, porque em média ingiro menos de 65% de alimentos do que ingeria antes de iniciar a mudança de hábitos alimentares!
Como dizia minha saudosa mãe (1923-2008): querer é poder!
Que deleite inefável estar sob a égide da temperança!
Caloroso abraço! Saudações comedidas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira

Um ser vivente em busca do conhecimento

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Iluminação pública eficaz

Caros confrades/passageiros!
Apreciei sobremaneira constatar que a Eletropaulo, concessionária responsável pela iluminação residencial e pública da minha amada cidade de Diadema, tornou factível aos diademenses, que residem nas adjacências da Rua Manoel da Nóbrega, flanarem com segurança - no período noturno - neste logradouro público!
Caloroso abraço! Saudações iluminadas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Mais um mimo do Todesca


http://arqtodesca.blogspot.com.br/
Caros confrades/passageiros!
Mais uma vez não resisti e copiei de um dos imperdíveis blogs do Todesca este poster de 1906!
A minha amiga e parceira de ofício Marília Sirolli estava neste comboio, como dizem meus queridos amigos do reino distante além-mar!
Caloroso abraço! Saudações viajantes!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento


segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Mimo do Todesca

http://arqtodesca.blogspot.com.br/

Caros confrades/passageiros!
O que nos espera na próxima estação?!...
Caloroso abraço! Saudações imprevisíveis!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento

Mimo do meu Amigo António Manuel Cambeta

Caros confrades/passageiros!
Mimo do meu Amigo António Manuel Cambeta, que chegou ao reino do Sião para passar uma temporada com a sua 2ª família!
Caloroso abraço! Saudações manuelianas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento

domingo, 19 de janeiro de 2014

Cenas do cotidiano paulistano

Caros confrades/passageiros!
Cenas do cotidiano paulistano, mais precisamente na Avenida Bosque da Saúde.
Será que o cidadão resolveu apreciar a paisagem do telhado?
Não parece que o telhado mereça reparo.
Lembrei da imperdível e inesquecível película, "Um Violinista no Telhado", de 1971, que assisti no extinto Gazetinha, que ficava na Avenida Paulista nº 900!
Saudades...
LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!




Caloroso abraço! Saudações cinéfilas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento

sábado, 18 de janeiro de 2014

A fascinante Arte das Imagens em Movimento e seus vieses

Caros confrades/passageiros!
Esta fotografia captou e eternizou um momento que os inesquecíveis atores James Stewart, Cary Grant e Katherine Hepburn brilharam intensamente, no ano de 1940, na película "The Philadelphia Story", aqui intitulada "Núpcias do Escândalo"!
Considero uma película imperdível, todavia causa desconforto constatar que as películas produzidas pela fascinante Arte das Imagens em Movimento por descendentes dos Anglos-saxões, até a primeira metade da década de 60, representava os Afrodescentes, nativos das Américas e Orientais, como serviçais, exóticos ou vilões.
Como é profundamente nefasto lembrar das películas que retratavam os nativos do Continente Americano e Africano, que foi onde surgiu a nossa espécie Homo Sapiens, como selvagens e quase sempre tinham final trágico, assassinados por tiros certeiros dos odiosos colonizadores, que chegavam com suas crenças rançosas ou então ao caírem de precipícios, devorados por leões, tigres ou pisoteados por elefantes, que tentavam a todo custo aniquilar a cultura milenar dos desvalidos e oprimidos colonizados.
LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!


Caloroso abraço! Saudações cinéfilas/inconformadas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira

Um ser vivente em busca do conhecimento

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Marília Sirolli

Caros confrades/passageiros!
Não sabia que a minha amiga e parceira de ofício, foi capa dessa Revista no ano de 1962.
Por Dionísio, que ato ilícito ela provocou para ser capa dessa Revista?!...
Caloroso abraço! Saudações marilianas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento

Fonte da capa: http://arqtodesca.blogspot.com.br

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

VII Encontro do Grupo SP Antigo - Memória e Preservação

Caros confrades/passageiros!
Ontem, tive a grata satisfação de passar uma manhã memorável na companhia de dois queridos amigos/memorialistas: o valoroso comandante mor chefe Felipe Alexandre Herculano e o pertinaz Gilberto Calixto Rios, quando tivemos a prerrogativa de flanar na área interna do sepulcrário da Consolação ou"campo santo", como dizia minha saudosa mãe (1923-2008)!
Que deleite inefável se deparar com aquele museu a céu aberto, onde estão depositados os despojos mortais de gerações de paulistanos, desde a segunda metade do século XIX.
O que me fascina é divagar ao mirar os jazigos e imaginar o modo de vida daqueles que já foram, como também dizia minha saudosa mãe, bem como admirar suntuosos jazigos, pertencentes a tradicionais famílias paulistanas!
Ali estão o que restou da existência de ilustres cidadãos, que deixaram marcas indeléveis entre nós, como por exemplo, o nobilíssimo abolicionista, Luiz Gonzaga Pinto da Gama (1830-1882), mais conhecido como Luís Gama, que infelizmente não viu o dia que a odiosa escravidão foi abolida na nossa amada Pátria, que ainda tem palmeiras e sabiás.
Num dos instigantes colóquios, que mantive com o Gilberto refletimos com a vaidade impera até após a nossa existência cessar, apesar do final de todos os seres viventes da espécie Homo Sapiens - sem distinção de classe social - que é o silêncio sepulcral ou então a cremação, todavia aquelas famílias abastadas, que optam pelo silêncio sepulcral, fazem questão de deixar patente que são a nata da sociedade, agilizando ações para deixar os jazigos com preciosas obras de arte!
Sempre divago sobremaneira quando visito o jazigo da nobilíssima paulistana, Domitília de Castro e Canto Melo (1797-1867), que por questões de protocolo real não foi nossa 2ª Imperatriz, no 1º Reinado do Brasil Império.
Enfim, é sempre auspicioso visitar sepulcrários na companhia de amigos queridos que têm as mesmas predileções!
Caloroso abraço! Saudações sepulcrais!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento


PS - Na minha página do facebook tem um álbum com mais fotografias deste visita:

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Cegueira branca

Caros confrades/passageiros!

Por que será que aqueles, que não estão sob a égide da "cegueira branca", sempre padecem sobremaneira, quando as máscaras caem e a dor da decepção vem com intensidade?
Caloroso abraço! Saudações ingênuas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira 
Um ser vivente em busca do conhecimento

Saudades


Caros confrades/passageiros!
Fiquei enternecido ao ler este sensibilíssimo tributo, que uma valorosa e amorosa mãe deixou no jazigo da família, localizado no sepulcrário da Consolação, para externar a dor da perda de um filho querido na década de 10 do século passado.
Será que sua existência cessou por causa da Gripe Espanhola?
Caloroso abraço! Saudações saudosas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Menina Leitora

Caros confrades/passageiros!
Meu neto é muito serelepe, o que saudável e desejável, todavia a vigilância tem que ser constante, porque senão acontece de mexer onde não deve, como ocorreu com a Menina Leitora, que ele derru bou no chão no chão danificando-a seriamente.
Felizmente a criativa e prestimosa artista plástica, Zuleika Rubiales, esposa do meu amigo, o odontólogo e artista plástico, Hélio Rubiales, está restaurando-a e, como atesta esta fotografia, o restauro está na fase final e ficando supimpa!
Caloroso abraço! Saudações restauradoras!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento

domingo, 12 de janeiro de 2014

Moda em 1882



Caros confrades/passageiros!
O Todesca publicou num dos seus imperdíveis blogs:
http://arqtodesca.blogspot.com.br/
este anúncio de 1882 e, mais uma vez, tomei a liberdade de publicar aqui neste vagão do Expresso do Oriente sob meu comando!
Quereria ser um cavalinho de circo para ver como estas distintas senhoras faziam quando precisavam eliminar o que o organismo expele depois que o processo digestivo era processado.
Caloroso abraço! Saudações digestivas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento

sábado, 11 de janeiro de 2014

Decepção



Caros confrades/passageiros!
A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, foi ao apartamento da cartomante mexicana, Dolores do Rego Cansanção, que atende numa quitinete decadente lá no bairro paulistano do Glicério e, ao deitar as cartas, que não mentem jamais, arregalou os olhos, depois que viu primeiro fatos alusivos a este reles escrevinhador outonal e insulso professorzinho primário e Coordenador Pedagógico aposentado!
Sabem o que ela viu, querem saber mesmo?!... Antes quase dois minutinhos para o reclame:
Não precisam atiçar no meu encalço os leões da Metro, bem como a mulher da Columbia com a tocha acesa, que já direi!
A trambiqueira, digo, cartomante, disse que alguns meses antes de ser publicada no Diário Oficial da cidade de São Paulo, a minha aposentadoria, fui ao enterro da mãe de uma professora da escola que eu ocupava o cargo de Coordenador Pedagógico, na municipalidade paulistana, e que é minha amiga querida, onde estavam presentes professoras das séries iniciais do Ensino Fundamental, além da Assistente de Direção, que estava representando a Equipe Gestora da escola, que então, embora afastado, por motivo de licença médica, ocupava o cargo de Coordenador Pedagógico e, nesta condição, fazia parte da Equipe Gestora. Quando esta Assistente de Direção – dissimulada – chegou à escola disse para a Diretora que eu sabia de tudo que acontecia na escola, mesmo afastado. A Diretora foi taxativa ao dizer que eu não tinha que ficar sabendo nada que acontecia naquele Educandário.
Felizmente esta Diretora foi removida - a pedido - da escola que minha vida funcional cessou e levou a tiracolo a Assistente de Direção dissimulada.
Quando a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, disse-me o que a cartomante viu nas cartas, que não mentem jamais, fiquei exasperadíssimo, porque discordo com veemência do viés da diretora, tendo em vista que até o dia 22 de outubro de 2013, apesar de licenciado, fazia parte da Equipe Gestora. Também convém enfatizar, que se não fossem as valorosas Josie e Juracy minha festa de despedida não teria acontecido.
Minha amada esposa sempre diz que sou ingênuo e, mais uma vez, ficou evidente que está certa, porque no ano de 2011, quando me removi para esta escola,  dizia aos quatro ventos que fazia parte da Equipe Gestora dos meus sonhos, o que com o passar dos meses ficou patente que estava completamente equivocado.
Pelo menos tenho um consolo: nunca mais terei que conviver com pessoas dissimuladas e que têm dois pesos e duas medidas.
Caloroso abraço! Saudações decepcionadas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento

Google+ Badge